Umari Casa Forte

O assentamento tem 24 anos. Durante os primeiros anos de ocupação, os moradores nos relatam que foi um período de grande disputa. A atividade econômica é centralizada na cooperativa e baseia- se em plantações de feijão, milho, verduras e a cultura do caju. A agricultura é tanto para comércio, como para subsistência. A comunidade agrega cerca de 110 famílias, totalizando uma média de 350 pessoas. Como a escola local só funciona com a modalidade EJA, as crianças e os jovens que ainda estudam, frequentam as escolas das comunidades vizinhas: Surubim e Lagoa Queimada. Para isso, eles contam com um transporte para as crianças.

dsc09238

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

*